Connect with us

Hi, what are you looking for?

Saúde

Psiquiatra Maria Fernanda esclarece a diferença entre tristeza e depressão

Cerca de 19 milhões de brasileiros são depressivos, de acordo com Organização Mundial da Saúde (OMS)                                

O que significa ter saúde mental? Vivemos numa era tão estereotipada e cheia de avatares, que muitos nem sabem mais o filtro da realidade.  Infelizmente, nas rodas de conversas é difícil não escutar os termos burnout, TDHA, TOC, etc.  

Cenário: O Brasil tem maior número de pessoas ansiosas e depressivas da América Latina, isto é, cerca de 10% da população mundial sofre com transtornos mentais e nosso país aproximadamente 19 milhões de brasileiros estão nessas condições, de acordo com Organização Mundial da Saúde (OMS).  

Como gancho do Dia Internacional da Saúde Mental (10/10), a psiquiatra Dra. Maria Fernanda Caliani, especialista em terapia cognitiva comportamental, explica as diferenças entre tristeza e depressão e dá dicas valiosas para pessoas e familiares que estão passando por essa fase tão difícil.  

“A tristeza é uma emoção humana natural e comum a todos nós. Ela é uma resposta a situações difíceis, como perdas, decepções ou desafios. É temporária e, geralmente, perde espaço para outros sentimentos com o tempo. Experimentar a tristeza é saudável e faz parte da vida. Já a depressão é uma condição médica mais complexa, pois vai além da tristeza comum, sendo caracterizada por uma sensação persistente de desânimo, desesperança e falta de interesse pelas atividades antes prazerosas. Inclusive, interfere significativamente na vida diária, afetando o sono, o apetite, a concentração e a energia. E pode ser acompanhada por sintomas físicos, como dores inexplicáveis”, ressalta Dra. Maria Fernanda.

Para a especialista em saúde mental, a chave para distinguir tristeza da depressão está na intensidade, duração e impacto na qualidade de vida. Enquanto a tristeza é uma resposta emocional compreensível e passageira, a depressão é uma condição de saúde mental que requer atenção médica. Mas quando buscar ajuda profissional?  

Dra. Maria Fernanda esclarece que a hora certa de buscar um psiquiatra é quando os sintomas começam a atrapalhar os relacionamentos pessoais, as atividades corriqueiras e profissionais. É quando a pessoa percebe que não vai dar conta, que está começando a ter um gasto de energia considerável.    

“Qualquer indivíduo pode ser acometido por transtornos mentais que o levam a situações dramáticas que o impedem de viver uma vida normal. Por isso, é muito importante buscarmos o equilíbrio de nossa mente e corpo, incluindo nossos sentimentos e emoções. Como lidamos com essas emoções é o que determina como está a qualidade da nossa saúde mental. E isso tem a ver tanto com sofrimento, tanto quanto com felicidade”, ressalta Caliani, com mais seis dicas para ajudar na melhora sua qualidade de vida e sua saúde mental:   • Tenha hobbies terapêuticos;

• Se permita ter mais contato com a natureza;

• Aprenda a rever prioridades, a mudar o foco e valorizar o que realmente importa, onde você de fato deve direcionar sua energia;

• Invista nas pessoas que você consegue ter um vínculo social mais profundo;

• Pratique atividade física, tenha uma dieta saudável e cuide da qualidade do sono;

• Busque ajuda especializada se for necessário. Pedir ajuda não é sinal de fraqueza!    

Assessoria de Imprensa

Andrea Feliconio 11 99144-9663 andreafeliconio@gmail.com

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

Uncategorized

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Música

At vero eos et accusamus et iusto odio dignissimos ducimus qui blanditiis praesentium voluptatum deleniti atque corrupti quos dolores.

Uncategorized

Neque porro quisquam est, qui dolorem ipsum quia dolor sit amet, consectetur, adipisci velit, sed quia non numquam eius modi tempora incidunt.

Uncategorized

Sed ut perspiciatis unde omnis iste natus error sit voluptatem accusantium doloremque laudantium, totam rem aperiam, eaque ipsa quae.